972207543

Endereço
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100 - Centro - São Bernardo do Campo/SP
Sergio Galvão

15 de jun de 2011

Educafro promove protesto na São Paulo Fashion Week

 

  • A Educafro – Educação e Cidadania de Afrodescendentes e Carentes – rede de cursinhos pré-vestibulares comunitários, na luta em favor da causa do negro, promove protesto protesto neste dia  13 de junho de 2011, das 14 às 19 horas no prédio da Bienal, no Parque Ibirapuera, onde acontece o badalado evento de moda,  São Paulo Fashion Week (SPFW).

  • Entre os objetivos do protesto estão: a inclusão de negros (as) no SPFW; a proposta de mudança na forma de participação dos/as modelos negros/as. A meta é que os estilistas aumentem de 10% para 20% a participação de modelos negros/as, ampliando assim a sua presença nos desfiles.
  • A Educafro, em busca da igualdade racial e por inclusão do/a negro/a nos vários âmbitos da sociedade, acredita que é inaceitável essa padronização europeia nos desfiles de moda no Brasil. Essa prática exclui a participação de modelos negros/as nos desfiles de moda.
  • Atualmente, cerca de 30 empresas ligadas ao ramo da moda participam do SPFW. Juntas, faturam mais de R$ 50 bilhões de reais por ano. Quantos por cento vai para as mãos da comunidade negra?
  • Segundo os últimos dados do IBGE, nós negros/as somos 50,8 % da população brasileira! Isso significa que um evento que apresente pessoas com características tipicamente europeias, em sua maioria, não representa a beleza e a riqueza da etnia brasileira.

Clique nos links abaixo para saber como foi

Educafro quer cota de modelos negros duas vezes maior que a atual, de 10%

Modelos negros protestam na SPFW por inclusão na moda