972207543

Endereço
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100 - Centro - São Bernardo do Campo/SP
Sergio Galvão

31 de out de 2011

MEDICINA: QUEBRANDO OS PRIVILÉGIOS



O Brasil tem avançado muito na democratização do acesso ao ensino superior. No entanto, mesmo com as cotas e o PROUNI, a EDUCAFRO percebe que existem alguns nichos de privilégios da burguesia.
 
Um deles: os cursos de medicina, tanto nas universidades públicas, quanto nas instituições privadas. Taxas de inscrição de vestibular entre 200 e 400 reais, mensalidades que variam de 3.500 a 6.000 mil reais; concorrência nas particulares entre 10 a 50 candidatos por vagas e nas públicas entre 60 a 160 por vaga.
 
Tudo isso são faces de uma realidade que mata os sonhos de nossos jovens de serem médicos (as) e servir nosso povo com qualidade na rede pública de saúde. Porém, é importante não deixarmos de acompanhar as mudanças e conquistas ocorridas graças à militância da Educafro e dos movimentos sociais e negros do país.
 
AS SETE VIAS DE ACESSO À MEDICINA
 
1. ENEM – SISU (35 Universidades) – Destaque: UNEB / UFRJ
2. ENEM – PROUNI
3. ENEM – FIES (pra quem terminou ensino médio após 2010)
4. FIES – NOVO MODELO (veja no site da EDUCAFRO as 10 mudanças no FIES)
5. TRANSFERÊNCIAS (Internas e externas)
6. BOLSAS DE ESTUDOS EM CUBA (via EDUCAFRO)
7. PÚBLICAS COM COTAS (entre 20 a 50% das vagas para pobres e afrodescendentes)